Tendo como base a forma de atuação da Fundação Odebrecht – instituição mantida pela Organização Odebrecht e que tem como foco contribuir para a formação de jovens como cidadãos conscientes, solidários e responsáveis pelo próprio desenvolvimento sustentável – a Odebrecht Óleo e Gás investe nas comunidades onde está inserida, sempre estimulando o desenvolvimento local.

A Odebrecht Óleo e Gás não patrocina projetos sociais e sim atua em conjunto com outros atores como poder público, ONGs locais e sociedade civil, procurando refletir em como pode fortalecer, expandir e aprimorar ações realizadas em prol da melhoria da qualidade de vida da comunidade.

Dentro desse conceito, atua em Macaé (RJ), através do Programa de Responsabilidade Social da Odebrecht Óleo e Gás, com gestão participativa que visa à inclusão social, digital e produtiva de jovens, crianças e adultos da região.

Programa de Responsabilidade Social da Odebrecht Óleo e Gás

Desde 2007, a Odebrecht Óleo e Gás desenvolve atividades educativas junto aos alunos da rede municipal de ensino de Macaé, com foco em educação, esporte e inclusão social. Até o momento, o Programa já beneficiou mais de 21.000 pessoas de 22 comunidades, marcadas pela vulnerabilidade social.

O Programa de Responsabilidade Social da Odebrecht Óleo e Gás é inspirado na metodologia criada pela UNESCO no Brasil - o programa Abrindo Espaços: Educação e Cultura para a Paz. Esta metodologia prevê a abertura das escolas públicas aos finais de semana, de forma que os jovens e suas comunidades possam participar de atividades de esporte, cultura, lazer e formação inicial para o trabalho, como oportunidades educativas e de inclusão social.

O encontro da Odebrecht Óleo e Gás com a UNESCO e a Secretaria Municipal Especial de Educação de Macaé permitiu a implementação do Programa de Responsabilidade Social da Odebrecht Óleo e Gás neste município, com o objetivo de ampliar a participação comunitária no espaço escolar, transformando a escola em local de trocas, encontros e fator de desenvolvimento humano e social.

Eixo Educação

  • Escola Municipal de Dança: atividade socioeducativa de balé para as crianças e adolescentes das comunidades com altos índices de vulnerabilidade social;
  • #inovareaprender: aprendizagem por meio da tecnologia da robótica, implantando núcleos de robótica em escolas municipais e formação de professores;
  • Brincar em Ação: brincadeiras no ambiente escolar como estratégia para o desenvolvimento cognitivo, adequando espaços de brinquedotecas em escolas municipais e formação de professores;
  • Abrindo Espaços: proficiência na língua portuguesa, adequando espaços em escolas municipais, compondo o acervo de leitura e formação de professores.

Eixo Esporte

  • Esporte em Ação: esporte como uma estratégia de transformação social para crianças e adolescentes no espaço escolar e espaços comunitários.

Eixo Inclusão Social

  • Jovem em Ação: desenvolvimento profissional de jovens, que podem ser encaminhados para o Programa Jovem Aprendiz da Odebrecht Óleo e Gás;
  • Mulheres Reciclando: produção de artesanatos com materiais recicláveis para geração de renda para mulheres da comunidade Malvinas, em Macaé.

Destaques 2014

  • 1.482 alunos da rede municipal de educação matriculados na Escola Municipal de Dança;
  • 90 alunos participando da oficina de Percussão, na Escola Municipal Maria Isabel;
  • 990 alunos da rede municipal de educação beneficiadas por três brinquedotecas (três escolas);
  • 10.000 alunos da rede municipal de educação beneficiados pelas ações de incentivo à leitura – ônibus biblioteca, oficina de mediação de leitura;
  • 5.000 alunos (10 escolas) beneficiados pelas ações de incentivo à robótica na escola – oficina para alunos, formação de professores, participação de competições escolares, em parceria com Secretaria Municipal de Educação, UFRJ, FUNEMAC, ZOOM Lego;
  • 580 alunos da rede municipal de educação participando de aulas de Jiu Jitsu;
  • 940 alunos participando do Korfebol, promoção da cooperação e igualdade, é um jogo que utiliza as mãos, com passes e lançamentos;
  • 2.000 jovens formados: 840 acessaram o mercado de trabalho no primeiro semestre.

○ hidrojatista,
○ soldador,
○ montador de andaimes,
○ pintura industrial,
○ panificação,
○ serviços domésticos,
○ cabeleireiro, manicure, maquiagem,
○ sobrancelha,
○ auxiliar administrativo,
○ corte e costura, vagonite,
○ cuidador de idosos,
○ assistente administrativo,
○ logística, inglês, espanhol,
○ assistente de análises clínicas;

  • 280 mulheres da comunidade Malvinas participando de atividades de geração de renda (PROMUR).

○ Projeção de aumento da renda média em 24,5%, com base em 1 salário mínimo.
○ cursos de corte e costura;
○ modelagem;
○ empreendedorismo;
○ feiras de artesanato;
○ Produção de brindes.

Baseado no voluntariado empresarial e comunitário, o programa promove troca de conhecimento humano e profissional, resgata a autoestima da população, valorizando os saberes populares; oferece oportunidades de inserção profissional e instiga a população a buscar na educação e no aprimoramento de seus conhecimentos a construção de um projeto profissional e de vida.

A parceria entre os setores privado, público e o terceiro setor, integra conhecimentos e experiências próprias que, juntas, resultam numa solução de desenvolvimento local e sustentável.