02-10-2017

Dize-me com quem andas...

Economia - Farol Econômico

Depois de elaborar diversas diretrizes para uma atuação mais ética e transparente e treinar seus 3,5 mil funcionários no tema, a área de Conformidade da Odebrecht Óleo e Gás (OOG) está dedicada na análise dos seus mais de 1,3 mil fornecedores, por meio de um processo para conhecer profundamente a integridade das empresas terceirizadas que contrata. Até o momento, a OOG já passou um pente fino em mais de 200 empresas com quem mantém contratos, sendo que seis delas foram reprovadas e removidas de seu cadastro. Tamanha rigidez se deve ao cumprimento da Lei Anticorrupção, em vigor desde 2014. Por ela, a empresa contratante pode ser responsabilizada por atos impróprios praticados por uma empresa terceirizada.

Fonte: Correio*